O governo do estado ainda não se manifestou quanto a conclusão da análise do Protocolo de Retorno do Campeonato Gaúcho 2020. Em nota divulgada na sexta-feira, o gabinete do governador projetou para final de julho ou início de agosto para a retomada dos jogos. A Federação trabalha com a data limite de 26 de julho para realização das partidas. Contudo, no projeto inicial era 19 deste mês.


Em entrevista ao narrador Daniel Felix, da Rádio Caxias, no final de semana, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, disse que espera até o final dessa semana uma resposta do Piratini. Com as datas do Brasileirão definidas pela CBF, pode ocorrer uma sobreposição de datas com o atraso no reinicio do regional.


"Nós já sabíamos, após a CBF acenar com uma data, que teríamos dificuldades já que poderia acontecer uma sobreposição de datas com a CBF. Por isso que, depois daquele momento, nós começamos a trabalhar com o limite de que o ideal seria o reinício no dia 26 de julho", contou à emissora da serra gaúcha.


Luciano contou ainda estar em diálogo constante com os clubes. O presidente da FGF projeta 15 dias para o retreinamento das equipes. Alguns já voltaram aos treinos físicos, como Grêmio, Inter, Ypiranga, Esportivo, Caxias, São José, Juventude e São Luiz. A Dupla Bra-Pel volta nesta semana. Já Novo Hamburgo e Aimoré aguardam a definição das datas para remontarem seus elencos.


"Dentro de um cronograma mínimo para a questão de retreinamento (das equipes), nós podemos pensar nos dias 10 ou 11 de julho. A partir dessa data, os clubes têm um pouco mais de 15 dias para fazer o retreinamento. Praticamente todas as equipes já se reapresentaram, a gente vem conversando diariamente com os presidentes e eles estão cientes desse período e devem estar com sua programação definida para reiniciar nessa data sugerida", comentou o presidente Hocsman.

Fonte: Peleia Fc 

Foto: Tiago Nunes/Peleia FC